segunda-feira, 10 de outubro de 2016

"Sinto" de Segurança

A criminalidade no Recife e região metropolitana aumentou muito nos últimos meses e as desculpas que encontramos para tudo isso são o desemprego e a crise econômica que afeta o país inteiro. Concordo com a falta de emprego e com a crise, mas não com a criminalidade, que cresce sendo amparada pela falta de atitude e vergonha de uma grande parcela da população que ainda imagina que tudo vem muito fácil e que educação e civilidade não são importantes para o reconhecimento adequado de uma sociedade mais justa.
A grande maioria dos jovens não quer estudar e acha melhor viver de brisa, mesmo quando os seus pais não possuem condição financeira para bancar este luxo. Trabalhar ninguém quer e a sociedade vai se tornando um lixo, onde as podridões aparecem a cada momento de instabilidade e de desgaste financeiro, mostrando que as pessoas precisam trabalhar mais e esperar menos.
A insegurança é muito grande e perdemos até o estímulo para sair de casa para nos divertirmos nas horas de folga, pois basta um descuido qualquer que aparece logo um engraçadinho folgado para querer lhe assaltar e tirar o pouco que você já tem. Não são poucos os relatos e a polícia tem se mostrado ineficaz para conter os assaltos e diversas explosões que ocorreram nos últimos meses nas agências bancárias do interior do Estado.
Semana passada um ladrão teve a audácia de roubar uma pessoa dentro da própria delegacia e isso mostra como as autoridades responsáveis pela nossa segurança estão perdidas e sem saber o rumo a seguir neste caminho sem fim que é a violência urbana.
Antes andávamos na rua com mais calma, hoje ficamos apreensivos e sem saber o melhor caminho a seguir, já que por todos os lados e em qualquer horário ouvimos relatos de pessoas que sofreram algum tipo de violência e tiveram a sua integridade agredida por quem só pensa em causar o mal.
Sinto falta da segurança, sinto falta do nosso direito de ir e vir, sinto falta de me sentir cidadão, sinto falta de aproveitar melhor a minha cidade, sinto falta dos bons tempos de outrora.
Que vergonha, Recife, que vergonha!

0 comentários:

Postar um comentário