sábado, 8 de outubro de 2016

Seria, Deveria, Faria...

Muitas informações que encontramos nos meios de comunicação podem ser consideradas mentirosas somente pelo fato de usarem artifícios para chamarem a atenção do público, quando na verdade trabalham somente com hipóteses e suposições do que imaginam que irá acontecer. Seria tão bom que isso não ocorresse e que fossem divulgados somente os assuntos com a maior exatidão possível, já que o simples fato de ficarmos sabendo das informações por pedaços, gera uma agonia tremenda numa sociedade que se acostumou a se alimentar de polêmicas e de mentiras, gerando a partir destas outras informações ainda mais cabeludas e sem sentido.
A incerteza das palavras pode até gerar interpretações erradas e criar um pânico desnecessário naquelas pessoas menos preparadas para lidar com determinados assuntos, ainda mais quando estes envolvem saúde, segurança e civilidade. Se não há certeza dos fatos, é melhor esperar um pouco e divulgar o que é adequado e merece ter crédito, ao invés de criar falatórios desnecessários somente para ganhar audiência, curtidas ou vender jornais.
É tanta dúvida nas palavras que lemos nos meios de comunicação que ficamos com a sensação de que não adianta buscar a informação, já que esta está pior do que o nosso entendimento sobre os fatos. Terminamos ficando com mais dúvidas ainda e perdendo a credibilidade naquilo que nos é apresentado, pois de mentirinhas e dúvidas e sociedade já está cheia e não precisamos piscar muito para enxergar isso.
Vamos deixar de lado as suposições e dúvidas e aprender a ser mais exatos e sinceros nas nossas informações. A nossa confiabilidade só aumentará e nos fará bem maiores do que já somos.
Alguns fatos, se não forem exatos, só causam o mal e dessa doença a sociedade já está cheia.

0 comentários:

Postar um comentário