quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Pechincha

Algumas vezes encontramos produtos com descontos ou com preços bem consideráveis para a compra, já que hoje em dia não podemos levar em conta o real valor das coisas, tamanha é a variação de preços que nos faz perder a noção de quanto realmente isso ou aquilo valem.
Eu sempre procuro valorizar as coisas pela utilidade que elas me trazem, assim como a duração que possuem, pois assim fica mais fácil massagear a minha mente cansada de tantas afrontas ao nosso bolso furado. Alguns itens possuem preços fora do comum e não valem o que é pedido, seja pela simplicidade ou até pela falta de qualidade. Algumas lojas pensam que nós, consumidores, somos cegos ou idiotas e que não percebemos determinadas armadilhas de consumo nos seus produtos ruins.
Pechincha é quando encontramos algo bom por um preço igualmente bom. 
Não vale a pechincha de um preço bom associado a um produto ruim e que deveria ser dado de graça para ver se alguém queria. É nessas horas que nos perguntamos o porquê de tantas aberrações nos preços que encontramos nas lojas, já que a qualidade não é tão significativa assim e nem temos tanto dinheiro para pagar por tão pouco que é oferecido em troca.
A utilidade é a melhor forma de medir o preço das coisas, sempre; se isso for levado em consideração, teremos mais certeza do que estamos comprando e nunca ficaremos com dúvida sobre os preços que pagamos, já que saberemos que tal valor nos causará grandes satisfações, nos fazendo usufruir muito bem de itens que serão usados por muito tempo.
Comprar algo só pela marca ou pela moda não vale de nada e isso causa um rombo enorme nas nossas economias, onde não percebemos a enganação que diariamente passamos e que são disfarçadas em etiquetas promocionais que não representam a realidade de nada, ainda mais dos produtos ruins e mascarados que encontramos nas prateleiras.
Um detalhe, um olhar atento e um pouco de pesquisa já nos ajudam a ter mais sucesso nas nossas compras e com isso lucrar bem mais e nunca desperdiçar dinheiro por nada.

0 comentários:

Postar um comentário