quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Espontaneidade Doentia

Ser espontâneo é uma característica muito boa, pois traz a verdade nas relações e faz com que as pessoas sejam conhecidas mais facilmente pelas atitudes simples que possuem e que geram ótimos frutos, os quais são vistos por todos, tornando tudo bem mais amigável.
Em alguns casos, a espontaneidade forçada se torna uma doença já que muitos tentam impor uma situação que não faz parte da sua natureza, gerando um convívio imaturo e sem nenhum resultado bom. Confundir a característica da espontaneidade com a maneira desordenada de agir e de mostrar o que não existe, é algo muito comum, ainda mais nos dias de hoje, onde as pessoas vivem mais de aparência e de redes sociais do que de realidade mesmo. Ter uma forma irreal de agir quando na verdade o sentimento é outro é muito comum e nos faz acreditar que a doença está nas pessoas de uma forma gritante e muitas vezes incurável.
Quem é espontâneo de verdade não precisa forçar nada e faz tudo de maneira natural, sem criar uma estratégia gigantesca para convencer aqueles que já estão cheios da conversa fiada diária e que nada agrega. Forçar uma situação é irritante e só nos compromete, pois logo ficamos conhecidos pelas atitudes falsas e que geram constrangimentos desnecessários, colocando em risco a imagem boa que cada um de nós possui e que por descuido e falta de noção a deixamos arranhada e sem muitas chances de ajuste.
Sejamos sadios nas atitudes para que o convívio seja pleno e possa nos elevar.

0 comentários:

Postar um comentário