quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Do You Love Pipoca?

O desejo da popularidade deixou de ser uma ânsia dos artistas e hoje atinge todas as pessoas que possuem um simples acesso à internet, pois basta verificar a forma como se comportam para notar que ter fama é pipocar, literalmente, nas redes sociais ou noticiários que conhecemos tão bem.
Se antes tirar a roupa era motivo de grande destaque e euforia, gerando certo destaque social, criando fama por muito tempo, além de altos cachês, hoje, as pessoas, em busca da fama, criam seus próprios canais e fazem de tudo para aparecer, tirando a roupa de graça e fazendo até o que é visto como inacreditável.
O calor das emoções faz com que tudo fique muito visto e fácil de ser acessado e compartilhado, deixando claro que a popularidade deixou de ser algo apegado ao que tem base e fundamento e agora é, simplesmente, um estado de espírito, um modo de ser, com muita futilidade e às vezes sem beleza alguma.
Mostrar a bunda, os músculos, as badalações, as brigas conjugais e familiares e até os vícios são atitudes que deixaram o reservado das casas das pessoas e agora estão divulgados publicamente para todos comentarem, curtirem e compartilharem, sem contar que nem sempre o sentimento ou informação contida na mensagem é o mesmo da realidade, já que muita gente fala uma coisa e faz outra, tem uma imagem e mostra outra; E haja recursos tecnológicos para pipocar ainda mais as imagens já tão divulgadas...
Dou you love pipoca?
Eu gosto, mas daquela bem quentinha na hora do filme.
Essa pipoca popular que hoje existe pelo mundo é muito gordurosa para mim e termina me deixando com um pouco de abuso de tantas situações que vivenciamos e que poderiam ser evitadas para o bem da sociedade e também das relações pessoais. 
Antes de expor sua pipoca estourada na internet, pense nas consequências que isso traz e como a imagem de alguém pode realmente ficar pipocada com tantos tiros e comentários que vai receber, pois nem todo mundo tem a mente igual e terminam comentando além da conta e das reais verdades que tudo pode aparentar nessa selva de vaidades, onde estourar na mídia ainda é o melhor meio de vida.

Texto inspirado na música Pop Popular, do Eduardo Dusek

0 comentários:

Postar um comentário