segunda-feira, 13 de julho de 2015

Praia de Cumbuco

Uma praia que venta muito, muito...
Assim é a Praia de Cumbuco, no município e Caucaia, no litoral cearense. É um local bem habitado e cheio de intervenções urbanísticas na sua extensão, fazendo com que seja um pouco maltratada com os restos de construção e lixo que os turistas deixam nas suas areias e redondezas. 
Uma vasta rede hoteleira e de casas de veraneio podemos encontrar no local e a proximidade com a capital, apenas 30 km,  faz com que isso seja um refúgio para aqueles que fogem da agitação da cidade, embora esta característica esteja ficando a cada dia mais rara, devido a grande especulação imobiliária da região que já abriga uma grande quantidade de unidades prontas e muitas obras em andamento. 
A prática do "kitesurf" é bem presente por lá e em todos os espaços da praia é possível ver as manobras radicais dos praticantes e os vexames dos iniciantes, que literalmente são levados pelo vento e terminam sendo socorridos pelos instrutores que ficam disponíveis quando alugam o material necessário para a prática, o qual consiste numa espécie de pipa gigante que tem uma parte inflável e que se prende ao corpo dos praticantes através de várias cordas. Os pés ficam presos numa prancha adaptada e que tem encaixe para os pés, evitando que se perca na hora dos ventos mais fortes, o que é uma constante.
Fora isso, a praia apresenta muitas dunas, algumas lagoas e em vários locais podemos fazer a prática do "skibunda" ou da tirolesa. Os preços são salgados e acho que a exploração fala mais alto em todos os sentidos nas diversas formas de diversões oferecidas durante a visita ao local. Tudo é um absurdo e os bares exploram os preços até o limite do impossível e tratam um simples alimento como item de ouro, devido ao alto preço que cobram, fazendo com que um turista desatento possa gastar bem mais do que o necessário e ter uma surpresa indesejada no bolso, que fica furado com tantos "extras".
Algumas coisas valem o preço, outras não...
Outra característica que os ventos fortes provocam na praia e esta é motivada pela falta de educação das pessoas é a movimentação do lixo na praia, ou seja, as pessoas jogam seus restos por onde passam e estes ficam indo e vindo e terminam se misturando nas areias, gerando um aspecto meio ruim de ser visto e apreciado, já que em toda a extensão da praia, desde as mais habitadas até as mais desertas, podemos encontrar lixo disfarçado de areia. A prefeitura local deveria mandar limpar com mais cautela os espaços visitados, pois em algumas situações é vergonhoso o visitante chegar e encontrar tudo daquela maneira, cheio de lixo e em grande quantidade. As pessoas não ajudam também e por onde passam, jogam os restos dos seus consumos como se eles fossem se desintegrar em cinco minutos. Sabemos que isso não acontece e a praia vai sofrendo com isso. Foi lá que a frase "Existe Praia Limpa?" fez mais sentido para mim e pude perceber claramente que praia limpa é somente aquela que o homem ainda não foi.
Mesmo assim, valeu o passeio e matei a minha curiosidade sobre a praia e percebi que ela é bem legal, se deixarmos de lado a constante esfoliação que o vento faz na nossa pele com a areia que vai e vem e deixa a paisagem toda branca. Quem olha de longe pensa que está chovendo, mas não é isso. O vento é tão forte que faz com que a paisagem fique tomada por pequenas partículas de areia e de longe só avistamos aquele branco desértico que pode até ser bonito num primeiro instante, mas que aos poucos vai se tornando incômodo pela sua constância, um vento forte que não para nunca.
Óculos de sol voltam todos arranhados e nosso corpo fica coberto com aquela camada de areia fina. Não vou nem falar dos olhos, pois os coitados sofrem com as pequenas partículas de areia.

























0 comentários:

Postar um comentário