segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Contemplação

Quando admiramos algo, sentimos uma imensa paz de espírito quando esta situação acontece, pois é nesse momento que sentimos a luz que vem do nosso interior, irradiando todas as nossas ações, como se muitas das nossas respostas ficassem claras e não dessem espaço às dúvidas que geralmente temos sobre muitas coisas.
Essa forma inteligente de agir, possibilita uma observação segura do que fazemos e tudo que interfere nas nossas vidas, pois somente contemplando o que está disponível, notamos as diversidades que afetam as nossas decisões e tudo que pode ser melhorado ou aperfeiçoado. Agir com agonia sempre, sem parar um pouco para notar as influências que sofremos, é algo que não acrescenta valor algum para as nossas atitudes e faz com que tenhamos momentos de puro desgaste quando a melhoria só precisa de um pouco da nossa atenção e dedicação.
Estar em dia com nós mesmos é assimilar o que podemos melhorar e construir cada momento que necessita da nossa interferência pontual e certeira, onde nenhum detalhe pode ser esquecido e fazer com que os nossos esforços sejam em vão. 
Parar no tempo não é contemplar. 
Alguns confundem isso e terminam fazendo a ação sem analisar os fatos reais da vida e dessa forma não visualizando tudo que precisam entender e saber para que as melhorias contínuas ocorram constantemente e possam ser sentidas por todos nós.
Estado de graça é quando enxergamos além e não quando fazemos papel de idiota, deixando de acumular conhecimento e informações que nos façam despertar para a realidade e dessa forma abençoar cada ação que tomamos para o nosso bem. Saberemos como agir se estivermos dispostos a contemplar o novo, o ideal, aquilo que merece ser sentido e acumulado pelo nosso ser.
A riqueza de informações que este estado de pura beleza nos traz é de grande valia para os nossos dias e faz com que nunca percamos o rumo do nosso destino com caminhos desencontrados e sem futuro.

0 comentários:

Postar um comentário