segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Equipadíssimos!

Quando queremos realizar alguma atividade, buscamos as melhores ferramentas para que tudo saia conforme combinado, ainda mais se o resultado for de grande importância para nós, devido ao seu valor pessoal ou até profissional, já que muitas das nossas realizações envolvem um pouco de sentimento e trabalho ou quem sabe os dois juntos.
Quando agimos conforme o planejado e utilizamos tudo que nos é apresentado, das melhores formas possíveis, é bem difícil ter um resultado ruim e ficar pensando nas consequências das nossas ações erradas ou mal planejadas. Só devemos ingressar numa atividade quando realmente a conhecemos ou quando as possibilidades de trabalho são capazes de nos mostrar as melhores formas de solucionar o que está bem complicado num primeiro momento, seja pelo desconhecimento ou também pela raridade de dados para se ter uma formalização mais completa do que iremos fazer.
Não adianta ter vários meios de realizar algo se a nossa capacidade é ínfima e só consegue ter eficácia com o que é atrasado ou bem obsoleto. Temos que guiar as nossas ações com ferramentas necessárias e não com meios que nos façam perder ainda mais a nossa identidade e eficácia, pois nunca saberemos ao certo como resolver um problema sério se não conhecermos bem as nossas ferramentas de trabalho ou de vida.
Ficaremos com tudo na mão, mas sem chance alguma de sucesso, uma vez que o nosso conhecimento para suprir todos os fatos ainda está bem além das reais necessidades que precisamos e isso faz com que tudo possa parecer além da imaginação quando na verdade isso nem sempre é necessário. 
A maior chance de conseguirmos boas respostas em tudo que iremos organizar é termos sempre a capacidade de utilizar bem as nossas capacidades e com elas obter os melhores resultados e nunca desistir ou esquecer das melhorias que ainda virão, já que delas dependerão a nossa satisfação para a evolução natural de cada um de nós.
Se não estivermos espertos para estas mudanças de vida, teremos sempre a impressão de que as nossas escolhas foram em vão e que ficamos sem saber usar aquilo que tanto lutamos para conseguir. Precisamos aprender o melhor das nossas potencialidades e nunca esquecer que o resultado das nossas melhorias depende muito da nossa capacidade inventiva e que muito contribui para que possamos usar as ferramentas simples do cotidiano e com elas obter os melhores resultados profissionais do mercado, algo que só é possível com equipamentos de última geração (nossa mente e todo o nosso corpo) e muita criatividade, pois se esta for esquecida, o nosso fim será o pior possível.

0 comentários:

Postar um comentário