quarta-feira, 8 de outubro de 2014

A Missa

Para muitas pessoas a missa é um ato solene, respeitoso, para outros é uma forma de mostrar a roupa nova ou de achar uma paquerinha no final da tarde de domingo; quem sabe ainda uma maneira de fazer a vontade dos pais e passar o tempo todo durante o sermão de cara fechada e procurando no celular as atualizações dos amigos nas redes sociais.
Na verdade a missa pode ser uma "Missa", uma "Miss" ou um "Míssil", dependendo da forma como encaramos esta atividade, que para mim é muito serena e precisa de todo o respeito do mundo, pois não se trata só de uma solenidade, mas uma forma de estar em contato com Deus, juntamente com outras pessoas, gerando um clima maior de união e de adoração.
Para estar pertinho de Deus não é necessário estar numa igreja, mas bem que ela nos dá uma boa sensação quando encontramos um local propício para isso, pois geralmente estes espaços são calmos, cheios de situações que remetem à fé e ao carinho que devemos destinar ao nosso bom Deus, que tanto nos ajuda e nos faz perceber o quanto é grande a sua atenção conosco.
Vi esta pintura da fotografia nas escadarias de uma igreja em Olinda e parei para refletir sobre o seu significado e o que a pessoa que a fez queria realmente dizer com as três palavras. Percebo que a missa e a religião possuem diferentes valorizações para cada um de nós, pois se tivemos ou temos acesso a este tipo de atividade, outros passam longe deste momento e nem ao certo sabem o significado do que é religião, respeito e devoção.
Ir para uma igreja não é desfilar moda e ter uma porta de acesso aos disponíveis da nossa sociedade, muito menos ser comparada com uma sala de bate papo onde fazemos a maior bagunça e nem percebemos o que está sendo dito com as leituras das palavras bíblicas.
Pode ser uma bomba para alguns, já que a obrigação de fazer determinado ato pode causar uma sensação de raiva e de explosão a qualquer momento e fazer com que a nossa paz seja perdida, dando espaço para sentimentos ruins e que não combinam com o amor de Deus.
Sempre me sinto bem dentro das igrejas e quando as visito tenho a sensação de paz de espírito. Sinto isso também em outros lugares e o fruto disso é a minha preocupação em sempre estar em contato com Deus, seja onde for. A nossa fé e respeito por aquele que nos ensinou os melhores caminhos é a melhor resposta que poderemos obter em todos os nossos dias.
Vamos nos arrumar para Deus e fazer com que a explosão seja de felicidade e não de desânimo.

0 comentários:

Postar um comentário