terça-feira, 13 de agosto de 2013

Olha o Degrau...

O Elevador Panorâmico, no Alto da Sé, nos possibilita esta linda visão das cidades de Olinda e Recife, mas o passeio que era um deleite está se tornando um pesadelo, pois agora só vai quem tem disposição para subir 124 degraus. Há um bom tempo que o elevador foi danificado pelas chuvas e até então a prefeitura não tomou providências para consertá-lo e deixar a população mais confortável com o passeio. 
Na verdade, Olinda está precisando de reparos em todas as partes e o centro histórico só não fica literalmente abandonado porque os moradores conservam suas casas lindas e organizadas. A prefeitura precisa fazer manutenção em postes de energia, luminárias e repor algumas lixeiras que estão quebradas. 
Até os guias turísticos já incluem na sua apresentação do local o fato do elevador estar quebrado. Uma vergonha. Hoje fui lá e fiquei um tempão lá em cima sozinho. Algo incomum, pois o local sempre era bem visitado quando tudo estava funcionando bem. Aproveitei o momento e tirei fotos de alguns ângulos que ainda não tinha testado, mas percebi que estamos deixando de lado um dos pontos turísticos mais interessantes que Olinda tem, pois a visão é linda e única e merece ser vista por mais pessoas, não somente por aqueles que enfrentam a escadaria.
Alguns pontos da escada do elevador estão sendo corroídos pela ferrugem e isso a cada dia vai se agravando, pois como todos nós sabemos, tudo que não tem manutenção, termina virando uma bomba relógio, pois quanto mais tempo passar, mais caro fica o conserto, pois novas imperfeições vão surgindo ao que está abandonado.
As pessoas que ficam cuidando do mirante já falam com os visitantes sem graça e já esperam uma reclamação, pois todo mundo fala logo: "Ainda está quebrado?"
Vergonha para Olinda que deixa de proporcionar aos seus visitantes mais este detalhe e conforto. Como é difícil manter as obras de acesso comum em perfeita ordem, pois tanto os órgãos públicos, como a população acabam com tudo, um sem fazer manutenção e outros destruindo tudo que há. No caso do elevador foi um fator natural, mas a inércia está demais para algo que pode ser consertado com mais brevidade, bastando que haja mais compromisso e apego ao turismo e ao lazer da população em geral.
Olha o degrau, degrau...

0 comentários:

Postar um comentário