domingo, 14 de julho de 2013

Fiação Irregular

Quem gosta de fotografar, como eu, se depara sempre com as terríveis, infames e mal planejadas fiações que comprometem a visão de alguns monumentos da cidade, impedindo que tenhamos uma forma mais limpa e desobstruída. Estava fotografando o centro do Recife na semana passada e percebi que muitos dos locais que antes eram livres destas listras pretas, agora estão tomados pelos arrumadinhos elétricos, que só tem um significado: preguiça e falta de fiscalização por parte da prefeitura.
Como manter uma cidade organizada e bonita para que todos possam apreciar as suas belezas se as interferências terminam tendo mais destaque que os edifícios e monumentos históricos? 
As pontes estão cheias de fiações irregulares e agora aprenderam uma moda, que é passar a fiação de um lado para outro do rio, criando uma espécie de teleférico da vergonha e do descaso, onde a falta de beleza é o detalhe mais notado.
Como se não bastassem as irregularidades clandestinas que muitas pessoas realizam, agora temos as que são, digamos, "regularizadas". A Celpe e Oi deveriam ter vergonha na cara e zelar pelo patrimônio histórico que nós temos na capital pernambucana e a prefeitura deveria abrir os olhos para esta realidade, pois se assim continuar, em pouco tempo teremos uma visão totalmente comprometida de muitos pontos da cidade, sem contar o perigo que estes fios oferecem, pois a proximidade com as pessoas é muito grande.
É nítida a falta de planejamento para estas interferências elétricas e telefônicas e a cidade termina virando uma imensa gambiarra de ligações mal feitas e parecidas com a cara de quem fez. Outro dia fui registrar uma foto de uma igreja em Olinda e desisti. Era tanto fio que nem sabia ao certo onde começava a eletrificação e terminava a igreja. Estavam numa união difícil de ser desmontada. Se um bom projeto não for realizado urgentemente para tratar a visão dos pontos turísticos da cidade e possibilitar a todos um deleite maior nas paisagens que possuímos e que aos poucos estão ficando danificadas com as intervenções e incompetência do homem moderno, que aprendeu tudo, menos preservar o que existe e criar formas de elevar o que temos. Usam a inteligência para fazer ações preguiçosas e mal feitas e ainda reclamam quando a população faz os "macacos" nas ligações elétricas. 
Para mim, as duas formas de dispor os fios elétricos são "macacos". A diferença está na clandestinidade de uma e na "legalidade" de outra. É legal destruir assim o nosso patrimônio visual e criar na cidade uma enorme confusão de informações desencontradas, chamadas vulgarmente de fios elétricos?
Depois eu falo dos lixeiros e orelhões mal dispostos, pois é muita safadeza para um texto só e alguns leitores poderiam ficar enjoados com tanta nojeira. Percebam o que eu falo e passem a observar a cidade com um olhar mais apurado e verão como estamos obstruídos e confusos com tantas irregularidades.
Limpem os nossos olhos, devolvam nossa visão da cidade!

0 comentários:

Postar um comentário