sexta-feira, 3 de maio de 2013

Missa com Sotaque

Na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, no Largo do Pelourinho, podemos ter a oportunidade de assistir a uma missa com o legítimo sotaque baiano, onde os instrumentos usados são os mesmos das bandas de axé e terreiros de candomblé, tornando os cantos mais alegres e bem recebidos por todos.
Tive a oportunidade de assistir a esse ritual diferenciado e gostei do que vi, pois somente o som lembra o candomblé, mas os santos católicos são os que se tornam presentes em todas as partes da missa que segue o roteiro tradicional ditado pela igreja católica.
Mesmo assim não vi a igreja cheia, pois em muitos casos o som atrai mais pessoas que fogem das missas tradicionais, onde as músicas mais pausadas tornam o momento mais reflexivo e acolhedor.
Vi muitas pessoas dançando e se empolgando com o som, desvirtuando um pouco o sentido da fé e dando prioridade ao balanço e toque dos tambores.
É uma forma de renovação, sem dúvida, e que combina direitinho com Salvador, por ser uma capital de grande domínio negro e carregar as raízes africanas desde os primórdios da colonização do Brasil.
O coral era formado por negros e todos vestiam roupas coloridas e que refletiam o espírito do ritmo e dos seus ancestrais. Era inevitável as pessoas pararem para fotografar, para entrar no local e com isso sentir um pouco do espírito que tomava conta de todos e fazia da missa do domingo um espetáculo diferente e inesquecível. 

0 comentários:

Postar um comentário