segunda-feira, 1 de abril de 2013

Sorrir, de Verdade!

Há dias em que o sorriso parece ser a coisa mais difícil do mundo e principalmente quando acontecimentos revertem todas as chances de termos um dia claro e sem nuvens negras que possam afastar o nosso brilho e felicidade, pois se para uns o sorriso é algo fácil, para outros é uma tarefa complicada de ser realizada, uma vez que nem todos possuem dentro de si a disposição para elevarem seus pensamentos para o bem e dessa forma conseguirem dias melhores, sempre.
A filmagem que diariamente participamos é a vida e esta sempre está cheia de agonias e situações limítrofes que podem nos causar repúdio ou muita satisfação. Precisamos, porém, descartar as possibilidades de tristeza, pois este sentimento só afeta o nosso organismo e faz com que o nosso corpo fique despreparado para receber tudo de bom que nos é oferecido. A nossa imunidade baixa muito quando estamos tristes e saber dosar tudo isso é tarefa que nem sempre cultivamos bem em nossas investidas e terminamos perdendo espaço para melhorar o que não está bom ou que poderia ser melhorado, caso o nosso humor contribuísse para isso.
Quem está triste, geralmente, não pensa, não é criativo, não busca soluções, não encanta. Termina só achando ruim o que encontra pela frente e não ilumina os seus dias como deveria, sem enxergar soluções para nada. Seria melhor que filmássemos tudo que os nossos olhos pudessem ver e, dessa forma, com calma, buscar uma análise de cada ação realizada para então encontrarmos as melhores cenas e quais deveriam ser deletadas ou editadas para uma melhor apresentação. Como a vida não é um filme, terminamos fazendo tudo no improviso, ao vivo, sem ensaio e por isso algumas falhas acontecem e terminam deixando o nosso moral no chão e entristecido com os acontecimentos.
Bom seria se pudéssemos sorrir sempre e sem motivo algum, mas como isso é humanamente impossível, vamos, por hora, aprender a melhorar as nossas percepções e captar na alegria a energia necessária para os nossos dias e com isso aumentar as nossas chances de sucesso e determinação. 

0 comentários:

Postar um comentário