quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Observando o Capibaribe

Quando registrei esta foto, fazia o mesmo que a estátua de Ascenso Ferreira e contemplava o Rio Capibaribe com toda a sua beleza, grandiosidade e sujeira... 
Isso mesmo: Sujeira.
Olhando de longe não percebemos nada, mas ao chegar pertinho das suas margens, percebemos como o Recife está descarregando tudo o que não presta no rio e comprometendo ainda mais a poluição, que é inevitável, pois ele está situado numa grande cidade e recebe muitos restos de esgoto diariamente. A Veneza Brasileira precisa zelar melhor por um dos seus cartões postais mais lindos e uma drenagem para limpar as suas margens iria fazer um bem danado, principalmente nos dias de maré baixa quando tudo que estava no fundo aparece e podemos encontrar vários itens, sendo os mais populares as garrafas PET e embalagens de plástico. O pior disso tudo é que mesmo assim o rio é usado como fonte de renda para muitos pescadores e também como divertimento para muitos meninos de rua, que utilizam sua água escura e fedorenta para tomar banho e disputarem os pulos mais altos e mergulhos mais eletrizantes.
Já presenciei algumas dessas olimpíadas e fiquei incrédulo com a coragem deles.
A beleza maior, na minha opinião, são as pontes e pescadores em completa harmonia e dando um show de imagens para os visitantes e apaixonados pela fotografia. O entardecer também é bem sugestivo na área e podemos ter grandes espetáculos quando o astro rei descansa e possibilita que a noite venha com toda a sua grandiosidade. 
Seria bom que a prefeitura sempre mantivesse as pontes iluminadas e não somente nas épocas de festa, como acontece no Carnaval e Natal, quando a luz é um detalhe das decorações que sempre são montadas para celebrar as datas e não deixar que passem em branco e sem destaque.
Recife é uma cidade bela e se torna ainda mais quando as águas do mar e do rio se juntam e fazem um grande destaque para todos nós apreciarmos. Precisamos cuidar mais deste cartão postal e poderíamos começar deixando menos resíduos nossos nas praias e nos rios, permitindo que a beleza seja plena de verdade e não tenha pontos negativos para serem ressaltados.
Tanta beleza deve ser vista com outros olhos e com a inquietude necessária para que a cada dia as melhroes imagens possam ser captadas e eternizadas.

0 comentários:

Postar um comentário