terça-feira, 30 de agosto de 2011

Catem os Catadores

Vamos imaginar uma cidade com um trânsito caótico, ruas estreitas, sérios problemas urbanísticos, má sinalização, buracos a perder de vista, obras que nunca terminam, sinais quebrados e muitos, muitos carros circulando. Agora vamos fazer de conta que esta cidade é o Recife ( Qualquer semelhança não é mera coincidência... )
Agora vamos imaginar uma legião de catadores de lixo circulando pelas ruas, com carroças que parecem mais caminhões lotados de detritos e que fazem com que as ruas fiquem ainda mais congestionadas e impossíveis de se transitar. O pior é que eles não tem o mínimo de senso da realidade e param suas carroças em qualquer lugar, de qualquer jeito e na hora que bem entenderem.
Antes eram mais discretos e usavam a calada da noite para coletarem seus materiais e só notávamos a sua ação por causa da bagunça que as ruas e depósitos de lixo dos condomínios ficavam, pois este é mais um dom que possuem: são incapazes de arrumar a bagunça que fizeram e deixam o lixo todo revirado, colocando na lama todo o trabalho que as pessoas tiveram para deixar o lixo disponível para que a prefeitura pegasse.
Pior do que isso é o abuso e autoridade que possuem, pois quando recebem uma buzinada por estarem infringindo uma norma de trânsito, acham ruim e ficam querendo criar confusão com os motoristas que já possuem motivos de sobra para ficarem estressados.
Trabalhar todos nós precisamos e a forma como os catadores ganham a vida é digna e árdua, porém eles precisam ter um pouco mais de noção do mundo em que vivem, pois a impressão que tenho é que eles não percebem nada a sua volta e pensam que tudo gira ao seu redor sem que haja interação de pessoas, carros, trânsito e objetos.
Eles só enxergam eles mesmos. Esta é a dificuldade.
Pessoas que agem desta forma, seja em que aspecto for, ficam sem condições de executarem trabalhos eficazes e fazem dos seus dias e das pessoas verdadeiras tormentas, já que a problemática é algo que nunca terá fim enquanto eles não visualizarem um mundo mais cooperativo e menos competitivo.
Caso os catadores de lixo desfrutassem dos resíduos dos condomínios de forma adequada e deixassem as ruas mais limpas, poderíamos ter melhores impressões a cada manhã e com isso perceber que eles estão realmente nos ajudando no processo de reciclagem do qual são agentes importantes, mas desordenados.
Se a cada congestionamento gerado por uma carroça gigantesca de lixo uma multa fosse dada pelo ato imprudente, certamente teriam cuidados redobrados para que o seu lucro não fosse comprometido com os inúmeros pagamentos de multas que teriam que desembolsar para suprir a total falta de organização que possuem e que transferem para a sociedade.
É um caos em cada esquina e já não aguento mais pisar em tanto lixo na calçada do meu condomínio. Tenho até pena das pessoas que organizam as lixeiras e deixam tudo prontinho para que a coleta municipal possa pegar. Outro dia até as portas dos depósitos de lixo foram arrombadas e o condomínio teve, além da sujeira para limpar, um gasto extra com a compra de novos cadeados e também com a manutenção das portas que ficaram amassadas.
O mundo tem espaço para todos, mas alguns são espaçosos demais...

0 comentários:

Postar um comentário