sábado, 16 de julho de 2011

Festival do Frio

Quando cheguei ontem à noite ao Festival de Inverno, após ter viajado pela zona da mata, já que preferi vir de Recife à Garanhuns pela estrada de Palmares, uma vez que chovia muito e cruzar a cidade para chegar até a BR 232 só iria me atrasar. Consegui chegar às 21:00 na cidade e consegui ver metade do show do Pato Fu, que fez uma apresentação animada, cheia de efeitos especiais e eletrônicos, que são a marca registrada da banda.
Depois foi a vez de Nando Reis entrar no palco e conquistar o público com o show "Bailão do Ruivão", embora tenha cantado muitas músicas dos seus outros álbuns. A praça estava lotada esperando por ele e animação tomava conta de todos que se espremiam para ver o artista de perto. Após sua apresentação quem tomou conta da praça foi Otto, que com a sua mistura de ritmos fez com que todos dançassem ao som de um pop rock misturado com maracatus, caboclinhos e sambas. É um efeito bonito e causa grande impacto nos que escutam. A surpresa  foi o cantor Frejat, que encerrou a noite. Fez um show que colocou todo mundo para dançar e cantar, pois ele relembrou muitas músicas do passado e também cantou novas do seu álbum mais atual, que é o “Intimidade entre Estranhos".
Bem vestidos, os componentes da banda fizeram um show sério, mas envolvente e cheio de surpresas. Foi uma noite muito legal e a chuva não foi muito constante, possibilitando que pudéssemos ver as apresentações com calma, embora a lotação da praça estivesse bem alta e deixando algumas áreas intransitáveis.
Gostei da estrutura do Festival de Inverno, do palco, da organização, da decoração. Ficou tudo muito bem organizado e atendia ao público de maneira muito singular e com isso ajudando a aproveitar a festa de uma maneira ainda mais plena e feliz.

0 comentários:

Postar um comentário