segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Quanti e Quali

Nem sempre o que está em grande quantidade tem qualidade e ficamos sem entender o porquê de tantos investimentos desnecessários para uma finalidade que não vai ter sentido algum e só acumulará excessos na nossa vida, seja de dinheiro, espaço ou falta de paciência, já que lidar com coisas erradas em demasia é bem mais complicado do que ter algo sucinto e dentro das nossas reais necessidades.
A qualidade daquilo que fazemos é essencial para que tenhamos a certeza do que realmente necessitamos e podemos contar como válido, principalmente quando a quantidade de opções desnecessárias nos faz perceber que a nossa energia foi toda em vão e não gerou muitas realidades para a nossa satisfação pessoal e das demais pessoas que necessitavam de algo vindo da nossa parte.
Registrar um monte de fotografias para garantir a imagem só é válido quando tivermos a certeza da qualidade de todas elas, deixando a nossa escolha somente voltada para o olhar mais clínico daquilo que captamos. Se, por outro lado, registramos tudo sem a devida cautela, ficaremos com uma quantidade significativa de imagens que não servirão para nada, além de ocuparem espaço no nosso cartão de memória, evitando que este seja utilizado para finalidades melhores e imagens mais adequadas.
Todos os olhares são importantes para que enxerguemos a nossa qualidade, evitando que a quantidade seja um empecilho que nos tira o fôlego e nos faz perder o caminho mais adequado para os caminhos certeiros que teremos que desbravar para termos mais sucesso naquilo que fazemos. Agir adequadamente e ter sempre a conformidade naquilo que escolhemos é a chave que precisamos para abrir muitas portas, ainda mais quando elas são influenciadas pela falta de noção para entender o que realmente é necessário e precisa ser feito.
Excessos não geram qualidade e tal característica é bem importante para todos nós...
Quantidade não é Qualidade.

0 comentários:

Postar um comentário