domingo, 11 de dezembro de 2016

Vida Predatória

Ter uma vida predatória e totalmente dependente dos outros é algo que nos tira a força vital que adquirimos desde a nossa concepção e faz com que não desenvolvamos uma das características mais essenciais do ser humano, que é a motivação.
Se não temos este dom, ficamos sempre esperando pelas pessoas e acreditando que todas elas têm a obrigação de nos ajudar, tirando de nós a disposição para que busquemos nossas conquistas através dos esforços próprios e da nossa motivação para melhores dias e obtenções.
A sabedoria de termos caminhos bem determinados, usando nossas próprias armas para lutar pela vida e com a vida, nos faz mais destemidos e sabedores do nosso papel, já que somente desta forma é que poderemos estabelecer metas e planejamentos para tudo que ousarmos pensar para nós.
Quando nos afastamos da nossa força vital e buscamos nos tornar predadores dos outros, cada vez mais vorazes, ficamos sem entender o que realmente importa e faz sentido, criando um mundo imaginário ao nosso redor, onde não entendemos o começo da nossa obrigação e o fim da nossa falta de objetivo.
Metas ausentes são as maiores complicações de quem busca apego demasiado aos outros, pois ficam soltos e não conseguem andar com as suas próprias pernas, ficando desestruturados e sem condições de seguirem firmes pelo caminho que a vida lhes determinou. Sem um olhar determinado e atento ao que interessa, ficamos sem entender a nossa existência e dessa forma vamos ficando cada vez mais transparentes e difíceis de sermos notados pelas nossas próprias conquistas. 
A certeza do que somos reside nas nossas ações e não em dependências infinitas que adquirimos ao longo da vida. Sejamos predadores de realizações e não de dependências, pois todas elas só atrasam a nossa vida e nos fazem perceber que o nosso mundo é bem mais pequeno do que imaginamos ser.

0 comentários:

Postar um comentário