segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Hora Azada

Saber qual a hora certa para realizar feitos é uma característica que todos nós desejamos, mas nem sempre concretizamos com eficácia, já que a incerteza dos nossos desígnios é bem maior que a nossa capacidade de interpretar o futuro e de como estaremos em determinado momento para realizar alguma coisa que pode ser muito sonhada e nunca alcançada.
Achamos que somos novos, velhos, passados, cansados ou até inadequados para determinadas ações, mas algumas vezes temos esta conclusão a partir de fatos que vamos avaliando sem que tenhamos a real certeza do que irá interferir na nossa vida e nas nossas conquistas.
Viajar, estudar, namorar, casar e tantas outras conquistas de vida são oportunas na hora que tivermos a consciência de que estamos maduros para tal e esperar muito termina sendo um meio de adiar a nossa felicidade, deixando uma oportunidade afastada do nosso meio para ser conquistada num momento que nem pode existir direito, pois não haverá a certeza da nossa realidade.
Hoje estamos vivos, amanhã quem sabe...
Se podemos aproveitar os momentos hoje, não adianta ficar adiando por besteira e fazer com que a nossa vida se torne um vago sem fim e sem chances de mudar as nossas perspectivas erradas de mundo e existência. Se adiamos algo por algum motivo de força maior, tudo bem, mas ficar parado no tempo esperando algo que nem temos consciência do que é, termina sendo uma idiotice sem fim, pois ficaremos sem saber exatamente o que foi perdido ou conquistado nas nossas vidas.
A hora oportuna é algo que precisa de atenção e não de restrição. Ficar solto no tempo e nunca agir para realizar nada é atitude de quem não tem perspectivas e isso não está relacionado ao cansaço, doenças ou falta de dinheiro. Tem relação firme e forte com a falta iniciativa e com a extrema ausência de compromisso com si próprio. 
Se gostamos de nossa existência, temos que prezar pelo nosso bom convívio neste mundo que nunca para de nos dar oportunidades, quando cabe somente a nós abraçá-las com muita alegria e fervor.

0 comentários:

Postar um comentário