quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Indisponível

A disponibilização de serviços e produtos é uma grande preocupação hoje em dia, pois a maioria acontece somente de fachada e os anúncios são mentiras para fazer uma média com a sociedade que termina acreditando que as promoções são verdadeiras e realmente podem nos servir. 
Ligar para um número do atendimento ao cliente que nunca está disponível ou sempre se mostra ocupado é algo bem mais comum do que possamos imaginar e isso reflete na falta de respeito que existe nas diversas formas de serviços que somos obrigados a engolir.
Muitas vezes observamos o preço de um produto num anúncio e quando chegamos na loja a oferta é bem diferente ou cheia de restrições, fazendo com que a compra seja na verdade uma furada do que uma oferta. Ligar para o atendimento eletrônico de uma operadora de celular é um calvário e conseguir resolver o assunto desejado é algo que passa por vários atendentes e consome muitos minutos de ligações. O pior não é gastar tempo ligando, mas ter a ligação derrubada propositalmente pelo atendente quando ele não quer resolver o nosso assunto e fica nos cozinhando em banho maria para tentar nos convencer do contrário.
Estamos tão descrentes com as ofertas e serviços que quando algo é anunciado ficamos imaginando se é verdade ou não e já vamos logo procurando as letrinhas pequenas do anúncio para saber as regras e exceções daquela vantagem tão grande e que nem parece ser verdade. Geralmente é uma meia verdade, algo meio obscuro e que precisa de um pouco da nossa investigação para que não caiamos em armadilhas.
Antes da indisponibilidade dos serviços e produtos, o consumidor precisa assumir o seu papel e cobrar a verdade dos fatos e não se deixar enganar por divulgações mentirosas ou cheias de malandragens. Outro dia fui numa loja à procura de uma oferta que vi no jornal e fui informado que o produto não estava disponível, mas eles tinham um similar para vender. Com a maior cara de pau o vendedor me disse que a oferta era na verdade uma "jogada de marketing" para atrair o cliente até a loja, mas o produto anunciado não estava mais nos estoques da loja há algum tempo.
Para mim, isso é uma palhaçada de marketing, um desrespeito, uma vergonha.
A indisponibilidade termina fazendo com que aceitemos produtos similares ou deixemos de lado a nossa real necessidade e isso compromete a nossa vontade e faz com que fiquemos realizados pela metade naquilo que escolhemos para as nossas vidas. Inaceitável é termos que conviver com isso e acredito que a submissão dos consumidores é a forma mais errada de contribuir para essa doença, pois se não dermos um ponto final nestas artimanhas, ficaremos cada vez mais distantes dos nossos reais direitos e não saberemos ao certo o que cobrar na hora que mais precisarmos.
Ação é o que nos falta e isso reflete numa indisponibilidade terrível, tanto da nossa parte como das empresas que vendem ou nos prestam serviços. Se parássemos de ser tão consumistas e de nos submetermos a tantas agressões, o efeito seria outro e as mudanças passariam a ocorrer, já que os lucros daqueles que se julgam espertos demais iriam minguar e as atitudes teriam que ser revertidas para que a confiança fosse novamente ativada e pudesse gerar bons frutos.

0 comentários:

Postar um comentário