sábado, 4 de outubro de 2014

Como Vês

Como vês, o amor vai carregar as coisas na hora que ele chegar
Vai levar tudo que conseguir, chutando as paredes que eu construí
Ele quer me destruir, eu não sou ninguém
Até a hora de acordar, até mais além

Como vês, o amor vai desbotar as cores, nas fotos, que ele tocar
Vai levar no vento que soprar, os dias, os meses e o que virá
Ele quer me destruir, eu não sou ninguém
Até a hora de acordar, até mais além

Composição: Bruno Di Lulo - Domenico Lancellotti

0 comentários:

Postar um comentário