domingo, 7 de julho de 2013

Renda-se à Fenearte

A Fenearte deste ano homenageia as mulheres rendeiras e todas as suas lindas peças de bordado que realizam, num trabalho manual e cheio de paciência e agilidade, pois enquanto o fio pequeno é traçado, as mãos habilidosas conseguem nos mostrar lindos exemplares do vestuário e decoração.
Aqui em Pernambuco, o polo das rendas acontece nas cidades de Pesqueira e Arcoverde, que são famosas por abrigarem grande número de rendeiras. Temos aqui no Recife a famosa loja da Fátima Rendas, que tem filiais em alguns locais estratégicos do Brasil, especialmente em Aeroportos, onde a demanda por turistas e estrangeiros é maior. O mercado local recebe bem este tipo de produto, mas geralmente os preços altos afastam a maioria dos clientes. Basta olhar a loja do Shopping Recife para perceber que a beleza e detalhismo são refletidos em preços, compatíveis, claro, com o resultado da obra de arte que sempre encontramos, pois uma peça de renda não é algo que se faz da noite para o dia e cada detalhe deve ser bem medido para harmonizar os desenhos que serão mostrados.
A feira está diversificada e conta com um dia a mais no seu calendário. Há artesanatos, comidas típicas, jogos educativos, roupas, obras de arte, artesanato de material reciclado, artesanato internacional, joias, bijuterias, móveis, utensílios de decoração, artigos para cama mesa e banho e muitos outros itens dispostos no Centro de Convenções de Pernambuco até o dia 14, quando a feira encerra suas atividades, que acontece anualmente, sempre no mês de Julho.
O horário de funcionamento é sempre das 14:00 às 22:00, mas aos sábados e domingos, a feira tem início às 10:00 para que o público possa visitar com mais calma todos os espaços disponíveis e que deixam todos nós satisfeitos e felizes por encontrar tantas belezas, frutíferas da criatividade das pessoas espalhadas pelo Brasil e pelo mundo.
O forte é o artesanato de Pernambuco, mas muitos Estados montam as suas lojas no local e trazem um pouco da sua arte para ser mostrada ao grande público que a cada ano lota os espaços destinados ao evento.
Quando vim morar aqui no Recife, a Fenearte ainda não existia e perceber hoje a sua evolução é algo gratificante, pois nas primeiras feiras o público era bem reduzido, assim como a quantidade de expositores, que hoje é bem maior e faz com que o espaço seja pequeno para abrigar tanta gente.
A praça da alimentação agora fica na área externa, pois hoje não há mais espaço no pavilhão principal do Centro de Convenções. Achei até bom, pois com os shows musicais que acontecem, o barulho ficava intenso em alguns locais e fazia com que o passeio se tornasse muito turbulento por algumas horas do dia.
A dica é ir cedo, pois nos finais de tarde o movimento aumenta muito e conseguir chegar e estacionar é algo complicado, ainda mais quando o assunto é arte e cultura, algo que sempre atrai muitos seguidores. Os preços são variados e temos que procurar o que melhor nos agrada para, então, comprar. Há sempre os itens mais caros, mas encontramos muitas opções baratas e bonitas para a nossa casa ou para o nosso uso pessoal.
Renda-se à Fenearte e aproveite cada dia da feira.

As Mulheres Rendeiras são o tema deste ano
Obras na Fenearte 2013
Bonequinhas feitas por artesãos do Alto do Moura, Caruaru - PE
Doces Finos
Os Tradicionais bolos de Bezerros - PE
Artesanato de Material Reciclado
Bolsas de Couro do Mestre Espedito Celeiro, Nova Olinda - CE
Entrada Monumental da Feira
Espetáculo de cores nas obras
Artesanato vindo do Amazonas

0 comentários:

Postar um comentário