domingo, 21 de julho de 2013

A Dama e o Galpão

A cantora Cida Moreira trouxe para Garanhuns o seu espetáculo "A Dama Indigna", o qual é acompanhada apenas de um piano e muita presença de palco, pois sua voz forte e marcante fazem parceria com os seus comentários inteligentes sobre a vida e também sobre o amor, que era o tema principal da apresentação, mesmo que voltado para uma conotação de rancor e tristeza.
A apresentação foi realizada no Teatro Luiz Souto Dourado e começou cedo, às 17:30, pois logo mais um novo espetáculo seria realizado no lado externo do espaço e iria trazer até a cidade o Grupo Galpão, com o espetáculo "Os Gigantes da Montanha". Posso afirmar que a noite foi grandiosa de estrelas e cada um apresentou o melhor que podiam oferecer e o Festival de Inverno se rendeu aos encantos de cada palavra dita e cantada por estes artistas inigualáveis e de grande competência.
Já havia visto algumas apresentações da Cida Moreira na internet e escutado algumas músicas, mas ainda não tinha tido a oportunidade de desfrutar de sua voz ao vivo, num espetáculo de grande valor cultural para a cidade e que certamente marcará o histórico do evento de forma muito positiva.
O Grupo Galpão é sem comentários e cada fala e cada gesto, mostravam a competência do grupo que abusava dos figurinos e fazia bonito na troca de cenários em praça aberta, sob momentos de chuva fina, mas com grande calor humano que só fazia da apresentação algo ainda mais grandioso. As noites do Festival de Inverno vão ficando cada vez mais inesquecíveis e cada apresentação que temos oportunidade de assistir, ficamos com a certeza de que a festa não será esquecida nos corações de quem a admira e acompanha todas as suas edições, desde 1990. 
Após a apresentação do Grupo Galpão, a chuva fina persistiu por alguns momentos, mas depois parou e deixou a noite muito fria e cheia de neblina, nos preparando para os shows que mais tarde iriam acontecer, contando com as presenças de Caetano Veloso e Fafá de Belém. Mais uma noite de frio, com muita cultura no ar...

0 comentários:

Postar um comentário