terça-feira, 11 de junho de 2013

Vai TIMbora!!!

Antigamente ter um telefone fixo em casa era sinônimo de status social e não era todo mundo que podia ter esse luxo, pois o sistema era caro e restrito aos mais abastados. Na minha casa mesmo quando minha mãe comprou um telefone, após anos e anos de tentativas frustradas através da falecida TELPE, foi uma alegria só e eu me sentia a pessoa mais incrível da face da terra, pois agora tinha um número fixo para compartilhar.
Ligar de um orelhão, abastecido com fichas, era algo incomum, sendo mais costumeiro ir até a sede da TELPE para solicitar uma ligação a uma telefonista, pagando os olhos da cara por poucos minutos de conversa. 
Ainda lembro minha mãe solicitando as ligações e indo falar nas cabines telefônicas... Isso passou e agora até os orelhões estão esquecidos e abandonados, pois além de sujos e cheios de bactérias, só vivem com defeito.
Agora o celular impera no mercado e faz com que as pessoas tenham várias linhas ao mesmo tempo para aproveitar as promoções que as operadoras oferecem e que são apenas um pretexto para que os pais de santo não fiquem só "recebendo" ligações e façam, pelo menos uma vez no mês, um crédito de míseros R$ 5,00.
Mais vale ter um celular top de linha sem créditos do que não ter. O meu tem três chips e só. Ainda tenho esse excesso de linhas devido aos trabalho e as comodidades das operadoras que optei. Não tem câmera, não acessa internet, não, não e não. Gosto do celular só para ligar, até porque as operadoras agora oferecem serviços que não funcionam direito e só fazem os bestas ficarem gastando os créditos diários para acessar um serviço que não existe.
Agora estão anunciando a conexão 4G, mas só queria saber de quê? 4G de mentiras? Só pode, pois o 3G é uma droga e em determinados horários o sinal é péssimo e lembra muito aquelas conexões discadas do início da internet, quando ficávamos horas esperando abrir uma página que sempre estava fora do ar.
Algumas operadoras nem possuem sinal adequado e fazem com que os nossos créditos acabem num piscar de olhos, nos fazendo ter acessos de raiva quando, de repente, no melhor da conversa, escutamos um pequeno "bip" sinalizando que a linha caiu e que teremos que gastar mais alguns centavos para completar a nossa conversa.
Vai TIMbora!  É o que me dá vontade de dizer sempre, pois se não fica Claro para mim enxergar um serviço adequado e Vivo, como poderei dizer Oi para os meus amigos?

0 comentários:

Postar um comentário