terça-feira, 18 de junho de 2013

Amassadinho é Melhor

Quando era criança e ficava fazendo bico para comer feijão e verduras, minha mãe, sabiamente, iludia a minha infantilidade e dizia: "Amassadinho é melhor". 
Realmente era. Comia e achava bom e não reclamava mais.
Acho que a maioria dos motoristas tem esta mesma reflexão, pois a quantidade de carros amassados por pequenos descuidos no trânsito é enorme e acho que acreditam eles que assim os veículos ficam mais belos ou trafegam melhor nas ruas já complicadas e congestionadas.
Ninguém tem paciência de esperar um segundo e terminam "encostando" onde não devem e criando os terríveis amassados que só dão prejuízo e depreciam os veículos de quem não teve nada com a agonia toda.
Amassadinho é melhor para evitar roubo, para deixar o carro com um visual despojado, underground, moderno. Carro arrumadinho demais é coisa de almofadinha que não tem o que fazer e fica lambendo o carro o dia todo.
Acho que é isso que pensam os infratores do trânsito...
Talvez o ferro do feijão que comem esteja afetando a sua mente e fazendo com que tenham reflexos cada dia piores, daqueles que causam transtornos na circulação dos carros e põem em risco a vida de muitas pessoas. A moda é correr e ultrapassar, nem que isso valha prejuízos nem sempre remediáveis e pagos pelo seguro.
Vejo, além dos carros, pessoas amassadas, inválidas com tantos acidentes e incidentes, já que nem sempre algo em grandes proporções é fator de desastres realmente consideráveis. A maioria das pessoas está com o cérebro amassado de ideias e de gentilezas e terminam prejudicando quem está alheio e inocente ao turbilhão de coisas erradas que diariamente são plantadas nas ruas e estradas que circulamos.
Amassadinho não é melhor...
É melhor que tenhamos mais cordialidade, mais atenção no trânsito, usando a saúde gerada pelo feijão e verduras comidas, e que foram fruto da paciência de Jó da nossa mamãe, que fazia desvios e viagens imaginárias para nos tornar adultos responsáveis e respeitosos.
Ela não queria os filhinhos amassadinhos, mas fortes e cheios de vida.

0 comentários:

Postar um comentário