quinta-feira, 25 de abril de 2013

MAR

O Museu de Arte do Rio, MAR, é um primor de beleza e contemplação, mesmo com alguns reparos ainda sendo realizados na sua estrutura, que comporta um prédio antigo e um moderno, numa bela junção com uma cobertura que imita as ondas do mar.
Lá estão abrigados acervos permanentes e itinerantes e a localização não poderia ser melhor, em frente à Praça Mauá, coração do centro do Rio de Janeiro, que sofrerá intervenções com o Projeto Porto Maravilha, que tem o intuito de revitalizar a área portuária da cidade, afastando um pouco o problema do trânsito e também as intervenções viárias que deixaram muitos monumentos históricos obscurecidos ou encobertos pelos gigantes de concreto por onde passam carros de diversos tipos e tamanhos.
Ainda é ruim de registrar uma boa foto do local, pois as obras impossibilitam uma perspectiva agradável do local que ficou imponente numa área ainda em desenvolvimento e cercada por bares simples e bem tradicionais da cidade, onde o café pingado e o joelhinho de queijo são servidos bem quentinhos para um café da manhã rápido e apressado das pessoas que por ali circulam.
Passei por lá muito cedo e ele ainda não estava aberto ao público, o que impossibilitou uma vistoria mais detalhada e inquieta de tudo que ele pode oferecer ao público, mas mesmo assim já deu para perceber que ele veio para ser destaque na área, sendo o marco inicial das grandes obras que a zona portuária irá receber nos próximos anos.
O trânsito no local ainda é caótico e as grandes máquinas e tapumes ainda obscurecem a navegação no MAR da cultura que chega ao Rio de Janeiro e faz com que os visitantes fiquem encantados com as inteligentes e restauradoras intervenções arquitetônicas que estão ocorrendo e que já fazem parte da realidade dos cariocas.

0 comentários:

Postar um comentário