terça-feira, 1 de novembro de 2011

De onde vem a Calma?

Não sei de onde ela vem, mas certamente habita o meu ser em quase todos os momentos da minha vida, pois são tantas situações de agonia que em algumas delas fica difícil conter a ira e ser uma pessoa ponderada. A virtude da calma é algo sublime e posso dizer que é característica de pessoas realmente investidas de santidade e serenidade ao extremo.
A calma vem da mão de Deus nos ungindo e nos colocando numa situação melhorada e com isso fazendo com que não fiquemos tristes com as nossas atitudes e decepções diárias, pois quando perdemos a paciência geralmente sai da nossa boca o que as pessoas não queriam escutar.
Quando saímos do prumo, ficamos descontrolados e nem sabemos de onde aparecem tantas palavras desencontradas e agressões verbais tamanhas que são totalmente divergentes das nossas características pessoais e fazem as pessoas nos desconhecerem e nos colocar no lixo, após anos e anos de relacionamento de amizade ou amoroso.
O que não consigo entender é como as pessoas não percebem que a vida é bem mais do que isso e que a calma é somente uma consequência de um estado de espírito que demonstra satisfação e alegria. Se não temos isso, ficaremos cada vez mais impacientes, mesmo que tudo esteja bem e de acordo com as necessidades mais esperadas pelas pessoas. A satisfação de alguns não é a de outros e daí acontecem as mais diversas intrigas da humanidade.
A impaciência é o contrário da paz e se não estamos felizes com a vida que levamos, terminamos criando dentro de nós uma imensa e generalizada maneira de agir, onde a reclamação e a criticidade nos fazem companhia em todos os momentos, mesmo quando não são necessárias.
A calma deve habitar nosso ser para sermos mais felizes e para termos melhores chances de conviver com as pessoas, pois desiguais como somos, não podemos ficar nos bicando sempre e com isso precisamos nivelar os nossos ânimos e construir melhores dias e perspectivas de ascensão no nosso humor e na nossa capacidade de abstrair o que não nos favorece ou nos tira do sério com muita facilidade.

0 comentários:

Postar um comentário