quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Salada de Frutas

Ontem fiz uma prova na faculdade que me deixou com uma sensação terrível, pois estudei um bocado e na hora do exame a impressão foi que todos os assuntos estavam misturados, como se fossem uma salada de frutas, com direito a sorvete, leite condensado e amendoim triturado.
Os temas confundiam as nossas mentes e nos deixavam com uma cara de limão azedo e tendo que chupar o pau do abacaxi até o fim, com satisfação, e ainda com a responsabilidade de desatar os nós que a nossa mente fez. Consegui responder tudo, mas estou apreensivo pelo resultado, já que a loucura de ideias que tive fizeram com que eu desaprendesse o que estudei e ainda fiquei com a percepção de que nada sei sobre os assuntos que foram abordados, já que o universo de possibilidades e de suposições é bem maior do que aquilo que está descrito nos nossos livros.
A base fundamental de um assunto não muda, mas os entendimentos diversos nos causam uma série de problemáticas e fazem com que as ideologias e conclusões possam ser as mais conflitantes e improváveis, nos fazendo pensar duas vezes antes de estudar um assunto como mero agente passivo e sem misturá-lo com as várias possibilidades de entendimento e adequações da sociedade.
Nada pode ser visto por uma ótica única e se agirmos assim ficaremos cada vez mais vulneráveis ao caos do entendimento e das possibilidades que os assuntos nos trazem, principalmente se estiverem relacionados às pessoas e as suas relações em sociedade, já que destas emanam possibilidades cada vez mais improváveis e sofisticadas.
Essencial é ter condições de aprimorar a leitura, buscar outras opiniões sobre o mesmo fato e não descuidar das notícias relacionadas aos mais variados assuntos e que podem nos dar base para compreendermos algo que pode, num primeiro momento, ser muito fácil, mas que com o passar dos dias fica mais elaborado e remete a outras suposições para aquilo que era óbvio demais e num dado momento se tornou enigmático e cheio de controvérsias.
Ainda estou com o gostinho da salada na boca e acho que ao invés de suco a professora colocou “Fanta”no caldo, pois a sensação que tenho é de inchaço, de acúmulo de informações, como se fossem gazes em plena ebulição no nosso organismo.
Ainda não digeri bem...

0 comentários:

Postar um comentário