domingo, 25 de setembro de 2011

Levo a Minha Vida Assim

"Me movo para longe de quem não vê nada além de si..."

A frase acima, que escutei numa música da Monique Kessous me fez lembrar das pessoas que não possuem discernimento para conviver em grupos, pois só enxergam o próprio quadrado e não pensam nas consequências das suas atitudes impensadas e mesquinhas.
Acham que tudo depende delas, que os outros não precisam de respeito ou que suas frustrações devem ser repassadas para os outros para que eles aceitem com um sorriso largo e cheio de afetividade.
Enganam-se os que pensam assim...
O respeito e consideração aos outros e, principalmente, aos que qualificamos de "amigos" deve ser uma prática diária e constante, pois se assim não fizermos, estaremos deixando de lado todas as nossas palavras, as quais refletirão em atitudes ruins e que não espelham a realidade das nossas convivências.
De pessoas assim, quero distância...
Não me acrescentam, não me fazem feliz, não me deixam nada de bom...
Quem não serve para ser meu amigo e me considerar com todos os itens necessários, não vale a pena ter por perto. Pessoas que só se aproximam para sugar e para bisbilhotar e amargar a felicidade dos outros precisam estar no lugar deles, bem longe de mim.
Levo a minha vida assim e gosto de ser seletivo com as pessoas que me cercam. Só tenho felicidade e só me sinto bem se estiver perto de alguém que não me passe sensações ruins. Algumas vezes até demoramos para enxergar quem realmente são nossos amigos e quem não serve para estar ao seu lado, mesmo com todas as evidências e sinalizações que as próprias pessoas nos deram; mas quando abrimos os olhos, tudo fica claro e nos faz ter uma visão bem diferente do mundo e das situações, nos deixando o coração aliviado e com uma sensação boa de ter deixado para trás um passado que não valeu a pena pelo tempo que durou.
Como é bom perceber isso e seria melhor ainda se tivéssemos um sinal de alerta para cada pessoa que se aproxima de nós, pois assim erraríamos menos e somente teríamos os melhores ao nosso lado.
Mas como não somos videntes e nem sempre sentimos os sinais do mundo, temos que aprender coma convivência mesmo e somente ela nos dirá o caminho certo a seguir, quando só estarão ao nosso lado aqueles que forem sinceros, livres de inveja e preparados para serem chamados de amigos.

0 comentários:

Postar um comentário