sábado, 17 de setembro de 2011

Bambino e Bambina

Sempre admirei esta música do Ernesto Nazareth e José Miguel Wisnik e que foi cantada no encerramento do filme “Garrincha” por Elza Soares, musa do jogador e que fez parte da sua vida intensamente.
É uma música que retrata dor, arrependimento, sentimento...
A música faz parte do CD “Do Cóccix até o Pescoço” lançado pela Maianga Discos em 2002 e que reflete um ótimo momento da cantora quando teve vários compositores ao seu dispor para o lançamento de um trabalho que mesclou MPB, ritmos variados e música eletrônica.
É a canção que deixo registrada neste sábado.


 
Bambino

E se o ferro ferir
E se a dor perfumar
Um pé de manacá
Que eu sei existir
Em algum lugar

E se eu te machucar
Sem querer atingir
E também magoar
O seio mais lindo que há

E se a brisa soprar
E se ventar a favor
E se o fogo pegar
Quem vai se queimar
De gozo e de dor

E se for pra chorar
E se for ou não for
Vou contigo dançar
E sempre te amar amor

E se o mundo cair
E se o céu despencar
Se rolar vendaval
Temporal carnaval
E se as águas correrem
Pro bem e pro mal

Quando o sol ressurgir
Quando o dia raiar
É menino e menina
Bambino, bambina
Pra quem tem que dar
No final do final

E se a noite pedir
E se a chama apagar
E se tudo dormir
O escuro cobrir
Ninguém mais ficar

Se for pra chorar
E uma rosa se abrir
Pirilampo luzir
Brilhar e sumir no ar

Se tudo falir
O mar acabar
E se eu nunca pagar
O quanto pedi
Pra você me dar

E se a sorte sorrir
O infinito deixar
Vou seguindo seguir
E quero teus lábios beijar

0 comentários:

Postar um comentário