quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Não Necessariamente...

Não necessariamente nesta ordem, mas...
É bem comum termos que bloquear os pensamentos "criativos" de algumas pessoas, simplesmente, pelo motivo de gostarem de tirar conclusões precipitadas de vários fatos, sem que para isso entendam bem o que estamos falando. Na maioria das vezes os apressadinhos nos interrompem e fazem com que o entendimento seja feito pela metade, fator de grande influência para os mal-entendidos e para as conclusões desnecessárias sobre determinados assuntos.
Não é preciso captarmos tudo em tempo integral, mas o mínimo necessário para que tenhamos uma comunicação fácil e ágil com aqueles que convivemos e precisamos ter uma relação de companheirismo e confiança.
Não necessariamente precisamos amar os outros para fazer o bem ou quem sabe ter um alto grau de amizade para acolhermos na nossa roda de amigos. Tudo é bem relativo e nos influencia, ainda mais se soubermos dosar nossa eficácia e assertividade em tudo que realizamos, o que não tarda para acontecer. 
A sabedoria está nos pequenos detalhes e não necessariamente nas complexas investidas culturais que aceitamos para as nossas vidas, já que a vivência é diferenciada para cada pessoa e todas elas nos proporcionam uma forma de aprendizado.
Eficácia naquilo que gostamos de ter ao nosso lado não necessariamente representa risos em excesso ou riqueza de detalhes, mas sim satisfação com o que achamos adequado e que não pode faltar nas nossas vidas carentes de pequenos desejos, não necessariamente supridos pelas grandes coisas.
Nosso olhar se volta para o mundo e não necessariamente precisa encontrar muitas coisas. Na maioria dos momentos nos contentamos com muito pouco ou quase nada e disso fazemos uma vida simples e bem fácil de ser aproveitada e vivenciada, sem atropelos, gastos em excesso e preocupações nas horas em que mais precisamos da nossa sanidade.
Não necessariamente escrevo para que leiam, mas se isso acontecer já estarei bem feliz...

Nem tudo é necessariamente como esperamos, mas...

0 comentários:

Postar um comentário