segunda-feira, 18 de julho de 2016

Retorno Indesejado

Realizamos muitas ações nas nossas vidas, mas nem todas elas possuem um bom retorno, seja este imediato ou até futuro. Agimos muitas vezes por inocência, sem saber que teremos algumas eventualidades nada sadias para lidar, mas por outras vezes a ciência da nossa desgraça é bem visível e terminamos pagando para ver a nossa própria agonia. 
Se tenho certeza de que algo vai me fazer mal, o melhor é não ficar insistindo em ações que me tragam o que é ruim, pois posso causar um mal terrível para mim mesmo e colher os frutos do passo mal dado com vários tombos e dores evitáveis.
É complicado sabermos sempre o que irá acontecer nos nossos investimentos pessoais, mas determinadas vezes o óbvio é bem mais claro que a incerteza dos fatos e termina nos influenciando terminantemente e nos fazendo saber qual o melhor caminho a seguir.
Vou pelo caminho errado se eu quiser...
Como somos pessoas teimosas por natureza, nos acostumamos a tentar fazer tudo do nosso jeito, sem esperar a maturidade devida para algumas ações e sem pensar no que iremos realizar para avaliar uma possível falha e, assim, conter a nossa tristeza indesejada e sempre possível de evitar.
Se uma dor é previsível numa caminhada mal planejada ou o estômago vai doer se comermos algo que não é permitido na nossa dieta, por que ficar perdendo tempo com isso?
Façamos o que é bom e que tenha as melhores possibilidades de sucesso. Arriscar é necessário, mas se torna sadio somente quando é sobre algo que ainda não conhecemos. Se temos consciência do problema, não vale a pena investir e ficar pensando nas atitudes erradas depois.
Ter um bom retorno nos traz ótimos sorrisos e disso não podemos fugir jamais.

0 comentários:

Postar um comentário