segunda-feira, 28 de março de 2016

Caminho da Perdição

Quando sabemos exatamente por onde andar e seguir é bem mais fácil para conquistarmos os espaços, mas algumas vezes caímos no caminho da perdição, literalmente, e terminamos passando por apuros em situações bem simples, mas que ficam obscuras pela nossa falta de conhecimento dos fatos, que podem ser bem claros para alguns, mas extremamente ruins para outros.
Quando temos alguém para nos orientar é muito bom, mas nem sempre isso ocorre e temos que contar com a informação de terceiros para nos auxiliar nos caminhos a seguir e isso gera, em alguns momentos, uma situação complicada haja vista que nem todos nós somos hábeis na arte de "desenrolar" o que fazer e pensar em muitas possibilidades ao mesmo tempo.
Quando nos deparamos com uma situação nova, a melhor coisa a fazer é pensar onde estamos e como iremos sair daquela "novidade", a qual pode nos cegar pelo desespero e não possibilitar reflexões saudáveis do que realmente podemos fazer e de como estaremos preparados para enfrentar os novos desafios.
Para alguns, a novidade é uma chama que nunca se apaga; para outros, é um buraco sem fim onde não conseguimos visualizar a luz que nos iluminará e mostrará a melhor saída para as dificuldades diárias que nunca deixam de nos perseguir.
Quando estamos perdidos dentro de nós mesmos é momento de pensar no que fazer e como estaremos aptos para os novos desafios da vida, já que a preparação vem do nosso conhecimento e com este precisamos ter apego. Ficar o tempo todo dependendo das pessoas para tudo não é nada saudável e só complica a nossa forma de ser, pois jamais estaremos confiantes para nenhuma nova necessidade de vida e sempre acharemos que tudo é muito complicado de ser feito, mesmo quando a facilidade for iminente e nós, por pura falta de comprometimento com nós mesmos, deixarmos passar sem a devida resolução e finalização.
O caminho da perdição deve ser um momento, não uma constante...

0 comentários:

Postar um comentário