terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Programação Desprogramada

Quando pensamos que estamos abalando, vem uma surpresa e coloca a nossa programação por água abaixo...
Isso acontece muito, principalmente quando dependemos de muita gente para colocar em prática os nossos esforços para determinadas ações que dependem de tempo, dinheiro e disponibilidade. Quando menos esperamos, vem a triste notícia de que algo precisa ser mudado e que as nossas datas terão que ser reavaliadas para que tudo saia conforme o planejado.
Em alguns momentos as mudanças são bem possíveis e não afetam em nada o resultado final, mas em outras o caos toma conta das nossas vidas e faz com que as saídas sejam mínimas e não tragam muitas opções de melhoria, tamanha é a desordem que nos colocaram.
Isso acontece muito quando compramos uma passagem de avião bem antecipada, pois com a instabilidade das companhias aéreas muitos voos são alterados e comprometem uma viagem anteriormente planejada e bem certinha. Pode acontecer de uma viagem ficar totalmente inviável e não acontecer, tamanha é a mudança de horários, ainda mais se a nossa estadia for pequena no local de destino. 
Se programar algo com muita antecedência é arriscado, em cima da hora também não é bom e só favorece uma agonia maior porque teremos que pagar bem mais caro por algo que sairia mais em conta se uma programação melhor tivesse sido feita.
Dependendo do caso e da organização das pessoas envolvidas em todos os processos, podemos, sim, ter sucesso em programações antecipadas e isso não é um problema que deva merecer nossa aflição. Precisamos só escolher os melhores momentos de realizar isso e cuidar para que as nossas interferências, humanas ou não, sejam as melhores possíveis e nos ajudem em todos os sentidos e não somente quando tudo ocorre da forma como imaginamos, sem nenhum erro.
Como a perfeição é muito improvável, vamos ter que nos acostumar com estas possíveis desprogramações e esperar que a nossa vida possa ter as melhores soluções e nos ajudar naquilo que tanto desejamos.

0 comentários:

Postar um comentário