quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Desesperados

É ruim demais o desespero e ele fica pior ainda quando contamos com pessoas sem pulso ao nosso lado o tempo todo, mesmo que isso não seja necessário para a existência delas. O desespero para mim é quando algo não tem solução e temos que usar a criatividade para driblar um problema que terá que ser resolvido de uma forma diferenciada ou com alternativas que nem sempre satisfazem aos nossos desejos.
Fiquei pensando nesta palavra hoje, quando andava de metrô aqui no Recife, pois a agonia das pessoas para entrarem nos vagões em busca de um lugar para sentar era de assustar e o desespero terminava dando a impressão que estávamos numa praça de guerra, onde todos fugiam de bombas explodindo.
Entendo que o caos urbano na cidade é muito grande, mas o mínimo de educação e calma devem ser cultivados para que os dias não fiquem ainda mais desorganizados e cheios de momentos ruins.
O desespero ocorre porque as pessoas desconhecem a forma de se comportar diante de uma situação e por estarem totalmente vulneráveis e cheias de dúvidas, terminam achando que o mundo acabou ou que a sua vida não vai ter mais sentido diante da situação apresentada.
Não é bem assim...
A cada momento ruim que passamos, temos que buscar observar o que podemos aprender e como isto deve ser usado para a nossa melhoria pessoal, elevando o nosso conhecimento e fazendo com que as novas situações do tipo sejam vistas de forma diferente e causem um espanto menor e mais equilibrado. Se nos desesperarmos com tudo que aparecer na nossa frente, seremos a cada dia pessoas mais vulneráveis e medrosas e nunca assumiremos o nosso papel como cidadãos, trabalhadores e seja lá que qualificação tivermos nessa vida tão agoniada.
Não basta saber algo, temos que saber lidar com algo...
Quando aprendemos o manejo das coisas e desfrutamos dos melhores momentos da vida, temos a consciência de que os nossos esforços não foram em vão e que conquistamos possibilidades de acrescentar ao nosso destino tudo aquilo que nos favorece e nos faz evoluir verdadeiramente.
Agir com cautela e determinação só nos mostra a certeza de que temos um caminho certo a seguir e que nada vai ser em vão se estivermos dispostos a ajudar a nós mesmos, transformando o nosso desespero habitual em algo ocasional e muito fora da nossa realidade.
Desespero mesmo só quando faltar papel higiênico num banheiro sujo e sem água. Nessa hipótese, pode gritar que a coisa está feia...

0 comentários:

Postar um comentário