terça-feira, 13 de janeiro de 2015

JE SUIS Respeito

Respeito é bom e todos gostam...
A palavra nunca esteve tão em evidência nos últimos dias e tudo isso devido ao fato ocorrido à revista francesa Charlie Hebdo que zombava da religião Mulçumana e de vários outros tipos de assuntos com suas charges engraçadas, mas que comprometiam a paciência de muita gente extremista e que não está preparada para viver num mundo de liberdade além da conta, onde as diversas formas de expressão são encontradas por todos os lados, causando estranheza e muitas vezes adoração.
Não concordo com a atitude dos que realizaram o atentado, pois mostraram que os ensinamentos de Maomé ficaram somente no pensamento e quando tiraram a vida das pessoas daquela forma, só comprovaram que a fé e o amor ao próximo estão somente na teoria, mas a prática é algo bem diferente.
Não concordo também com algumas charges da revista e acho que foram grosseiras demais, pois vão além do humor e terminam fazendo com que muitas pessoas admiradas sejam vistas de forma distorcida e com grande apelo de um humor negro e muito medíocre. Faltou respeito de ambas as partes e por isso tal problema foi gerado, pois se de um lado uns pensam que podem dizer tudo, do outro a intolerância fala mais forte e resolve os problemas como num passado bem distante, onde o homem fazia a justiça com as próprias mãos e pagava com a mesma moeda os erros causados.
O homem tem realizado ótimos feitos em prol da humanidade, mas parece que em alguns quesitos ele tem se mostrado ineficaz e padece do seu próprio mal, realizando ações que, para uma sociedade tida como evoluída, não deveriam existir.
Respeito é saber os limites do mundo e com eles trilhar melhores caminhos sempre, sem afetar o próximo e nem o fazendo criar raiva a ponto dessa explodir e fazer algo que possa não só afetar aqueles que foram vistos como culpados, mas também os inocentes que entraram na história de uma maneira desordenada.
Quem não lembra o episódio das Torres Gêmeas, nos Estados Unidos?
Ali foi outro exemplo bem mais grave da falta de respeito ao próximo e como a raiva e intolerância podem causar sérios problemas à sociedade, já que nem sempre os pensamentos são iguais e quando estão relacionados à religião e outros assuntos específicos da sociedade, se tornam ainda mais difíceis de serem sanados de uma forma sadia.
O desrespeito no mundo é geral e o pior disso é que algumas pessoas ainda se acham no direito de questionar atitudes e gritar por justiça quando na verdade nem sabem o que isso significa.
Não precisamos de revistas omissas, mas de meios de comunicação que sejam honestos, que sempre falem a verdade e não busquem na degradação humana uma forma de elevar os seus méritos, criando um público ávido por besteiras, as quais só servem para nos fazer dar gargalhadas ou ficar admirados com a total falta de noção e de respeito. 
Para falarmos sobre algum assunto não precisamos apelar e nem inventar o que não existe somente para gerar um falatório desnecessário e que pode terminar em desgraça. Gosto de ver as charges nos jornais e sempre acho que refletem bem a sociedade, mas prefiro aquelas que sabem fazer isso de forma adequada, sem envolver religião e não sendo grosseiras com a fé, pessoas e culturas alheias, pois todos possuem o seu direito de zelar por temas que acham intocáveis e que precisa da nossa atenção para se transformarem em assuntos adequados e com o devido grau de respeito. 
É como se víssemos uma charge da nossa mãe virando safadeza pelo mundo...
Tenho certeza que não iríamos gostar nem um pouquinho e por isso defendo a liberdade de expressão sadia, sem que isso reflita em desordem e violência.
Je Suis Charlie, mas também sou Maomé, Deus, Jesus, Maria, Irmã Dulce, Padre Cícero, Frei Damião, Minha Mãe, Minha Cidade, Meu País.
Devo respeito a todos, mesmo que não me representem ou estejam em desacordo com os meus pensamentos.
Isso é respeito para mim.

0 comentários:

Postar um comentário