sábado, 29 de junho de 2013

Despertar Tardio

O Brasil está acordando, embora tardiamente, para muitos acontecimentos e gastos que já foram para o ralo ou para o bolso dos corruptos que empregam o dinheiro público de forma indiscriminada. Ficamos dormindo por muito tempo e achando bonito os acontecimentos e nos deslumbrando com a beleza das pontes, estádios, ruas, obras faraônicas e sem eficiência alguma. Gastamos o nosso precioso tempo esperando por benefícios quando deveríamos fazer algo para merecer tal remuneração.
Onde está o real investimento no que precisa?
As manifestações por todo o país mostram essa revolta tardia e demonstram como todos estão irados por descobrirem que o rombo é bem maior do que imaginavam e reflete não só na nossa vida atual como também na nossas vidas futuras, se tivermos. Como estarão os nossos sucessores daqui a algum tempo? Será que as minhas sobrinhas terão chances de ver um mundo interessante e bom de se viver? Não sei.
Estudantes que perdem a cabeça, destroem ruas e avenidas e entram em conflito num simples ato de cobrar os seus direitos, colocam em risco a nossa confiança por dias melhores e mais evoluídos. Eu sou totalmente a favor das manifestações, mas no tempo certo e sem incomodar a vida dos outros. Não gosto de chegar em casa tarde porque não consegui passar por uma rua bloqueada pelos manifestantes, não gosto de ter medo de passar por eles sem saber qual será a reação que irão tomar, não gosto de imaginar a gradação das agonias que já temos no cotidiano porque as manifestações tomam conta das ruas e das nossas vidas, fazendo com que tenhamos mais decepções do que conquistas.
Manifestantes, povo brasileiro, procurem se informar de tudo, sejam cuidadosos com a própria vida, como cidadão, e façam os pedidos ao Governo de forma evoluída, consciente e organizada. Ontem um grupo e maloqueiros fechou a via de acesso ao meu trabalho e passei horas para realizar um trajeto pequeno. O que buscavam? Nada. Simplesmente acharam bonito queimar um monte de pneus e bloquear tudo, fazendo com que a vida de todos se tornasse um caos. Eram desocupados que não tinham o que fazer e foram para as ruas protestar por nada e fazer a desordem na vida dos outros.
Nas outras manifestações, especialmente na que aconteceu na última quinta-feira, aqui no Recife, tivemos pancadaria, prisões, quebra-quebra e confusão em demasia. O fogo que irradiou as ruas foi suficiente para mostrar que ainda estamos longe demais dos nossos ideias e que o sono é mais profundo do que imaginamos.
Precisamos ler, nos informar, saber realmente o que estamos clamando, pedindo...
Se continuarmos falando besteiras e agindo por impulso ou por influência dos outros, seremos cada vez mais incapazes de acertar um futuro próximo para todos nós e também para o Brasil.
Apesar do despertar tardio, ainda podemos fazer muito pelo Brasil e basta que sejamos mais precisos nas nossas ações, sem juntar toda a sujeira para tratar de uma vez só. De repente, tudo ficou errado, tudo está ruim, tudo é roubo. 
Será que isso nunca existiu antes? 
Ou será que fizemos vista grossa para tudo e agora estamos querendo resolver tudo de uma só vez? 
Vamos aprender a agir na hora certa, não deixando passar as oportunidades de melhoria e dessa forma evoluir de verdade neste país, sem esquecer de respeitar o direito de ir e vir e a integridade física dos outros cidadãos.

0 comentários:

Postar um comentário