terça-feira, 15 de novembro de 2011

O Homem e a Sujeira

Visitando neste feriadão alguns lugares incríveis no litoral da Paraíba, pude encontrar também alguns resquícios do homem sujo, ou seja, aquele que não se contenta em visitar e deixar os lugares do jeito que encontrou para que outras pessoas também possam desfrutar das maravilhas que a natureza nos proporciona.
Na Praia de Tambaba registrei a foto acima, que foi feita na parte mais deserta e preservada do local. Algo inacreditável, mas que realmente existe e faz com que fiquemos tristes com as atitudes das pessoas que não possuem limites e fazem da sua falta de compromisso algo ruim para todos que visitam áreas tão cheias de paisagens naturais grandiosas e que enchem os olhos de qualquer visitante.
A concentração de lixo não é grandiosa, mas significativa se formos observar o local onde foram encontrados e como afetam a harmonia natural. São restos de muitas coisas, mas o plástico predomina e faz com que isso se torne ainda mais preocupante, pois este é um agente de difícil decomposição e não deveria jamais estar numa praia e sim em locais apropriados para a coleta. Aliás, coleta é o que não existe no local, pois como Tambaba é uma praia turística e muito visitada, uma estrutura melhorada neste aspecto deveria ser criada para fazer com que as atitudes dos mais sujinhos pudessem ser um pouco mais comedidas e talvez utilizar os locais adequados para deixar os seus resíduos.
Mas o que me deixou abismado ontem em Tambada foi ter visto um banhista, um senhor de uns 70 anos ou mais, tirar a roupa na frente de todo mundo, numa área não destinada ao nudismo.
Vou explicar melhor: Em Tambaba há duas áreas, uma comum e uma de nudismo. Este senhor tirou a roupa na área proibida e saiu mostrando a bunda branca e mole para todo mundo. Mesmo com o alerta dos orientadores, ele continuou sua atitude e deixou todos com uma grande interrogação  sem entender muito como funcionava o movimento no local.
Eu achei terrível, não pela prática de nudismo, mas pela falta de respeito aos que não estavam ali para praticar o naturismo.
Ficaram estas duas situações na minha cabeça e por isso comentei aqui: A sujeira no paraíso e a falta de noção das pessoas que entendem erradamente a prática do naturismo e querem fazer da praia o mesmo que fazem nas suas mentes pervertidas e desrespeitosas.
Ainda dizem que são os jovens que fazem tudo errado...
O bunda mole que vi deveria nos dar exemplo, mas de onde menos esperamos acontecem surpresas, sejam elas agradáveis ou não.
São sujeiras assim que o homem coloca para fora e termina comprometendo a sua convivência com os demais.

0 comentários:

Postar um comentário