domingo, 30 de outubro de 2011

Elo

Abrindo o novo CD com uma música do Lula Queiroga, Conceição dos Coqueiros, a cantora Maria Rita nos apresenta o álbum Elo, que trouxe poucas novidades, mas mostra a cantora com sua voz radiante e afinada, fazendo os arranjos do seu jeito e com muita eficiência.
Foi um trabalho feito às pressas e para cumprir determinações contratuais, mas dizem que no ano que vem novidades estarão no ar, já que agora ela nos apresentou regravações e poucas músicas inéditas neste repertório que já toca em todas as rádios do Brasil.
Ela está ficando uma mulher mais madura e basta verificar fisionomia na capa para notar isso. Está cada vez mais parecida com a mãe, Elis Regina, seja pelo jeito de cantar, pelo sorriso delirante e expressão dos olhos inconfundíveis e que eram tão presentes na sua genitora.
Gostei muito, mesmo achando que uma seleção musical mais exclusiva cairia mais ricamente neste trabalho e deixaria ele menos óbvio, mais inovador e cheio de ritmo.
Aliás, a cantora deve ter cuidado com os arranjos do próximo CD, uma vez que desde o primeiro trabalho que segue uma linha quase intocável e isso faz com que muitas músicas fiquem com um aspecto de “Já Vi”.

A música mais encantadora, fala do Morro da Conceição, aqui no Recife, e faz uma bela homenagem à nossa mãe, Nossa Senhora da Conceição:


Conceição dos Coqueiros

Ia dessa maneira, subindo o morro bem devagar
Boca da alma cantando...
Senhora dos Coqueiros, chego mais perto e me ilumino
Eu que já vim de tão longe
Daqui se vê o mar, também se vê a dor e o mal
Gente que reza e sofre tanto
Leva ao ouvido de Deus, o meu lamento por nós
Chuva derrete o gesso
Ó, Conceição estende o manto
Vira do avesso esse canto, desce dessa janela
Venha soprar vela por vela
Sopre de novo esperança
Vem cá, vem desabençoar essa tristeza intrusa
Faz a ciranda na ladeira
Sopra no ouvido de Deus
Esse lamento...

0 comentários:

Postar um comentário