quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Estamos em Greve!!!!

A greve dos Correios e agora dos Bancários causa transtornos terríveis à população, pois coloca em risco serviços essenciais e que comprometem muitas atividades corriqueiras de cada um de nós. O pior disso tudo é que as contas que vencem e que não foram entregues pelos Correios devem ser pagas na data para que não sejam cobrados juros na próxima fatura.
Temos que ficar ligando para as administradoras de cartões de crédito e ficar solicitando os valores e numerações dos códigos de barras para não sermos penalizados com pagamentos acima do que prevíamos.
Na semana passada fiquei impossibilitado de sacar dinheiro, efetuar pagamentos e só tinha a função débito disponível no meu cartão, pois como o meu cartão de senhas tinha sido enviado pelos Correios e devido à greve não foi entregue, tive o antigo cancelado automaticamente por causa da validade. Tive que sair do trabalho e enfrentar um trânsito infernal para ir na minha agência pegar um novo cartão, que por sorte minha foi entregue em data oportuna, uma vez que um dia após o recebimento os Bancários também entraram em greve.
Neste momento estou com um cartão de crédito que também venceu em trânsito e o que atualmente tenho perde a validade no dia 30 de Setembro. Mais um transtorno.
Alguns serviços ainda funcionam, como as encomendas urgentes e SEDEX e nos bancos os caixas eletrônicos estão disponíveis, mas a procura é tão grande que não dá para quem quer.
É um circo armado que, nós, contribuintes e clientes temos que acatar e ficar fazendo mágica para transformar as decisões erradas das pessoas que não conseguem sequer acordar um percentual justo de reajuste salarial.
A Greve é uma atitude anarquista e não contribui para a democracia, pois nada mais é do que uma forma de chamar a atenção para um problema que pode ser tratado com negociação e informações precisas sobre o cenário econômico e profissional de cada categoria. Sou a favor da negociação, da Greve não.
Não concordo porque acredito ser uma forma indisciplinada de tratar de assuntos tão costumeiros e que todos os anos possuem as mesmas características e pedidos. Não é de hoje que tais empresas fazem manifestações do tipo e colocam em risco a vida de todos nós, cidadãos, que precisam receber suas informações nos endereços que escolheram como ideais e necessários para as suas contas, encomendas e outros tipos de serviços.
Estamos em Greve com a cidadania e também com uma forma evolutiva de resolver nossos problemas de uma forma mais consciente e participativa e não ficar como no passado, quando ainda não tínhamos os direitos que temos hoje e não sabíamos sequer a realidade das situações e por isso brigávamos para conquistá-las.
Se a greve é legal ou não, o que percebo é que todos nós sofremos com isso e nossa vida, por ser automática demais, fica sem condições de andar corretamente nesta entropia de informações e de serviços.
Espero que acabe logo...

0 comentários:

Postar um comentário