terça-feira, 20 de setembro de 2011

Essa Febre que Não Passa...

Peguei uma virose neste final de semana e tive febre muito alta, resultando em boca estourada e cheia de bolhas doloridas. Terrível para falar, para comer, para tudo...
Não desejo a ninguém algo semelhante, pois é uma situação que nos deixa irritados.
A febre é uma sensação engraçada, pois nos dá calor e frio conjuntamente e nos deixa com muita fraqueza, desidratação e morosidade, ainda mais se esta estiver unida à terrível dor de cabeça.
Aí o problema é terrível e não tem limites para o nosso desgaste.
Estar doente, na verdade, é a pior coisa que alguém pode desejar, já que nos causa uma grande debilidade e compromete todas as nossas motivações, pois ficamos sem vontade de realizar as atividades mais corriqueiras da nossa vida e perdemos a alegria que o mundo nos oferece, ficando inquietos e indóceis diante de tudo e de todos. É o ciclo da vida que tem uma interrupção e passa a contar com os atropelos de um alerta do nosso corpo para um problema que deve ser tratado para não persistir e comprometer a nossa vida.
A melhor sensação que podemos ter é a saúde, pois se esta estiver em dia, organizada, estaremos sempre preparados para realizar tudo que a vida nos impor e com isso saber que o nosso destino é cada vez mais contínuo e necessita da nossa força física e mental para que tenha real fluência e possa gerar bons frutos em tudo que realizarmos.
Quando a doença nos pega, ficamos sem enxergar o brilho do sol com muita afetividade e tudo nos incomoda, onde o melhor momento para estarmos bem é ficando sozinhos e sem muitas interferências do mundo exterior, pois a nossa disposição está comprometida e só temos forças para nós mesmos.

0 comentários:

Postar um comentário